MALDADE: Festas de fim de ano fazem crescer abandono de animais


Fonte: Agora SP/UOL

Tatiana Cavalcanti

O número de animais abandonados no fim do ano aumenta cerca de 15%, segundo estimativas de entidades que cuidam dos bichinhos rejeitados. Os mais comuns são cachorros e gatos.

As causas seriam, segundo essas organizações, a chegada das festas de fim de ano e das férias.

"As desculpas são sempre 'o namorado não gosta do animal', 'o bicho lembra o ex', 'quero viajar em paz' ou 'o animal envelheceu'. Jogam o animal fora, como se fosse um nada", lamenta a ativista Luisa Mell, do instituto Luisa Mell.

"Qualquer mudança na vida é um pretexto para se livrar do bicho", segundo Vanice Teixeira Orlandi, presidente da Uipa (União Internacional Protetora dos Animais).

"Adotar um cão ou um gato é assumir uma responsabilidade. Não pode ser uma ação por impulso. Eles dão trabalho, despesas, demandam carinho e atenção."

#animal #abandonado #cachorro #gato #fim #ano #festas