CORONAVÍRUS: No ápice da pandemia, Jundiaí registra em média 2,7 mortes por dia


Fonte: Jornal de jundiaí - www.jj.com.br

Com três novas mortes por coronavírus confirmadas nesta sexta-feira (12), Jundiaí chegou a marca de 107 vítimas da doença, sendo 33 falecimentos apenas neste mês. Isso equivale a aproximadamente 2,75 mortes por dia. De acordo com a Unidade de Gestão e Promoção da Saúde, caso os falecimentos continuem neste ritmo, a perspectiva é que até o final de junho sejam registradas no total 150 mortes por covid-19.

As últimas vítimas confirmadas são três homens que estavam internados no Hospital São Vicente (HSV), todos com histórico de doenças crônicas, condição que engloba 88,7% das vítimas fatais na cidade. Vale ressaltar que, entre essas, as ocorrências de problemas cardiovasculares são as mais frequente, seguida dos diabéticos e portadores de doenças respiratórias.

Incluindo os óbitos, Jundiaí registra 1.881 casos positivos de coronavírus, dentre os quais 1.452 já se recuperaram da doença. Para absorver a demanda de pacientes, foi feita uma ampliação de leitos no Hospital São Vicente, motivo pelo qual a taxa de ocupação caiu nos últimos dias e até a última tarde estava em 64% do total de leitos de UTI voltados exclusivamente para pacientes com covid-19. Na rede privada, por sua vez, a ocupação geral da UTI apresentava uma taxa de ocupação de 75%.

NA REGIÃO

Várzea Paulista contabiliza 219 casos positivos e 18 mortes pelo vírus.

Cabreúva, por sua vez, registra 121 confirmações e quatro mortes.

Em Jarinu, até o dia 10 haviam 69 positivos e 11 óbitos.

Já Louveira contabiliza 104 positivos e quatro falecimentos.

Itupeva registra 92 casos positivos, sendo nove mortes.

Campo Limpo Paulista possui 97 casos confirmados e 19 mortes.

NO ESTADO

O Estado de São Paulo registra nesta sexta-feira (12) 10.368 óbitos e 167.900 casos confirmados pelo novo coronavírus. Entre as pessoas diagnosticadas com a covid-19, 31.192 foram internadas, curadas e tiveram alta hospitalar. Dos 645 municípios do território paulista, houve pelo menos uma pessoa infectada em 572 cidades, sendo 303 com um ou mais óbitos.

As taxas de ocupação dos leitos de UTI são de 76,5% na Grande São Paulo e 69,1% no Estado. O número de pacientes internados é de 14.056, sendo 8.557 em enfermaria e 5.499 em unidades de terapia intensiva.