MEGA FERIADO: Nenhuma cidade da região de Jundiaí vai antecipar ‘megaferiado’ como recomendou Doria


Fonte: Tribuna de jundiaí

Larissa Knupp

O governador de São Paulo, João Doria, que já encaminhou para a Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) a proposta de antecipar o feriado estadual de 9 de julho para o dia 25, segunda-feira, recomendou que prefeituras do Estado também antecipem feriados municipais, como fez Bruno Covas na capital paulista.

Covas propôs à Câmara Municipal que o feriado de Corpus Christi, de junho, e o da Consciência Negra, de novembro, fossem adiantados para esta semana: na quarta-feira (20) e quinta-feira (21), respectivamente. Com a medida, a cidade de São Paulo teria um feriado prolongado, começando na quarta-feira e terminando na segunda-feira (25), com a sexta-feira (22) de ponto facultativo. O projeto foi aprovado por 37 votos a favor, 14 contra e uma abstenção .

O objetivo do governador e de Covas é aumentar a taxa de isolamento no Estado e na cidade, que tem ficado abaixo das expectativas, e evitar um lockdown (fechamento completo).

Com base nos registros, finais de semana e feriados têm menos pessoas em circulação, portanto, a taxa de isolamento, que contem a propagação do vírus, é maior. Na região de Jundiaí, no entanto, prefeitos já se manifestaram e disseram que não vão alterar as datas de feriados, exceto o que estiver descrito no decreto estadual.

Em Jundiaí, o único feriado que poderá ser antecipado é o da Revolução Constitucionalista, que ocorre em 9 de julho. Se houver decreto estadual, ele passará para próxima segunda-feira, 25 de maio. Feriados municipais não serão antecipados.

“Essa medida tem um impacto significativo nos serviços essenciais, como da Saúde, prestados pela Prefeitura à nossa população; e também há impacto nas indústrias, que funcionam para o abastecimento”, disse o prefeito Luiz Fernando Machado, em vídeo.

Em Itatiba, também não haverá antecipação dos feriados de Corpus Christi, Consciência Negra ou ponto facultativo.

“O Comitê municipal de acompanhamento ao coronavírus entende que neste momento o número de casos ativos e de leitos hospitalares não requer a antecipação”, publicou a Prefeitura, em nota.

Em Itupeva, “o único feriado que poderá ser antecipado é o de 9 de Julho, que depende do projeto estadual que está na Assembleia Legislativa para ser votado”, escreveu a Prefeitura. O mesmo ocorre com Campo Limpo Paulista, Jarinu e Várzea Paulista.

Cajamar, que está entre os 20 municípios com maior taxa de isolamento social do estado, disse que não vai antecipar nenhum feriado.

“O município de Cajamar atualmente tem um dos maiores centros logísticos do estado de São Paulo e essas medidas poderiam afetar o abastecimento de diversos produtos hospitalares e alimentícios para todo o Brasil”, escreveu a Prefeitura, nas redes sociais.

Em Cabreúva, o prefeito Henrique Martin escreveu nas redes sociais:

“Em Cabreúva não vamos antecipar feriados, essa medida pode ser um tiro no pé, visto que durante finas de semana e feriados as aglomerações aumentam pela cidade. Vamos, sim, intensificar barreiras sanitárias para impedir a entrada de ciclistas sem máscaras no município”.

Em Vinhedo, o prefeito Jaime Cruz disse não haver tempo para “feriadão”.

“Se acontecer, será por imposição de decreto estadual, caso o governador João Doria faça ainda hoje”.

A Prefeitura de Louveira também não adotou a antecipação dos feriados municipais.