CORONAVÍRUS: Infectologista de Jundiaí teme ‘relaxamento’ após mudanças no Ministério da Saúde


Fonte:Tribunadejundiai.com.br

Thiago Godinho

Para o especialista, “preço pode ser muito alto”

O médico infectologista Saulo Duarte Passos, profissional linha de frente no enfrentamento ao coronavírus em Jundiaí, afirmou que teme um possível “relaxamento” da população após a saída de Luiz Henrique Mandetta do Ministério da Saúde.

“As pessoas precisam de um motivo para sair de suas casas. Sabemos as dificuldades que passa nosso povo, mas o preço pode ser muito alto”, conclui.

Para ele, muitas restrições devem ser feitas e o impacto na saúde será ainda maior com a pandemia.

“Cada dia a gente vai vendo que os países que não cumpriram as metas de restrição estão pagando bastante alto. Mesmo aqui no Brasil, já existem leitos de UTI totalmente comprometidos, como nos Estados do Ceará e Amazonas”.

De acordo com o especialista, se as medidas de isolamento social não forem respeitadas, a tendência é de agravamento.

“Não vai haver nenhum passe de mágica que possa reverter isso a curto prazo. Muita coisa ainda precisa ser feita e ainda vamos ter bastante surpresa pela frente”.

O médico jundiaiense é bastante respeitado no meio, especialmente por ser pesquisador principal do Projeto Coorte Zika Jundiaí, que é uma das referências em estudos desta doença viral.

Bolsonaro contra a ciência Recentemente ele se posicionou contra as declarações do presidente Jair Bolsonaro, que defende o relaxamento nas medidas de isolamento.

“Não temos que nos intimidar perante as dificuldades. Elas fazem parte do cotidiano do Brasil e sabemos encontrar as melhores decisões mesmo com pronunciamento equivocado do Presidente. Como infectologista pediátrico e virologista não posso aceitar esse deletério equivoco científico!”